IDIOMA

 
 
 
Serviços de A a Z
Domingo, 02 de setembro de 2012, 14h55 | Tamanho do texto: A- A+

SÍMBOLO DO FUTEBOL

Ronaldo: Cuiabá será protagonista desta história

Em entrevista exclusiva ao jornalista Diogo Carvalho, o maior artilheiro de mundiais elogia a capital de Mato Grosso e afirma que a cidade será beneficiada por sediar o maior evento esportivo do planeta

DIOGO CARVALHO
Assessoria/Secopa-MT
Edson Rodrigues/Secopa
Ronaldo Nazário (fenômeno) concede entrevista no Hotel Devile em Cuiabá
Ronaldo Nazário (fenômeno) concede entrevista no Hotel Devile em Cuiabá

“Copa não é só um grande evento esportivo, mas é um evento cultural também, onde haverá uma mistura de muitas culturas em um só lugar. Tenho certeza que Cuiabá e o Estado de Mato Grosso estão preparados para receber muitos turistas”. Foi com esse pensamento que o ex-jogador e membro do Comitê Organizador Local (COL), Ronaldo Nazário de Lima, em visita oficial a capital mato-grossense concedeu entrevista exclusiva ao jornalista Diogo Carvalho, que integra a equipe de Assessoria de Imprensa da Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa).

O maior artilheiro da história da Copa do Mundo FIFA, ainda comentou sobre o turismo local, as vantagens de realizar uma Copa do Mundo e a importância da Arena Pantanal para o fortalecimento do futebol regional. O craque lembrou ainda da sua história na seleção brasileira de futebol e acredita que a equipe de Mano Menezes tem condições de buscar o hexacampeonato.


SECOPA: Qual é a importância de organizar uma Copa do Mundo no Brasil?

Ronaldo: Está sendo um desafio muito grande organizar essa Copa do Mundo no Brasil. A possibilidade que estou tendo de viajar e conhecer as sedes tem sido feita com muito orgulho e satisfação. Ver o entusiasmo do povo brasileiro com a Copa é fantástico! Observo isso nos operários, com o povo na rua e com as pessoas envolvidas diretamente com as obras. Está sendo maravilhoso participar disso. Uma pena que o tempo passou e eu não poderei estar como jogador, mas estarei dando a minha contribuição para a Copa do Mundo acontecer da melhor maneira possível.


SECOPA: Quais as vantagens e os benefícios de Cuiabá ser uma das sedes da Copa?

Ronaldo: Acho que não só para Cuiabá e o Estado de Mato Grosso, mas todas as cidades-sede tenho tido basicamente o mesmo discurso: que é importantíssima essa participação na Copa do Mundo. Infelizmente, a FIFA determinou o número máximo de sedes, mas seria importante também para outras cidades receber algum jogo da Copa do Mundo, não só pelo evento em si, mas pelo legado que a Copa vai deixar para as cidades. Grandes investimentos de infraestrutura, não só em estádio novo, mas também de mobilidade urbana, turismo, enfim, uma série de investimentos que a população vai se beneficiar mesmo com o fim da Copa, que é um evento que dura um mês, mas as obras duram por muitos anos.

SECOPA: Qual a importância da Arena Pantanal para o crescimento do futebol mato-grossense?

Ronaldo: Com a construção da Arena Pantanal irão surgir muitos outros patrocinadores querendo investir nos clubes mato-grossenses e reforçando esses clubes de modo que os investimentos serão altos e os clubes poderão melhorar o nível, subir de categoria, fazendo um Estado competitivo inclusive no futebol.

SECOPA: O Pantanal pode ser um diferencial para atrair turistas?

Ronaldo: Todas as cidades-sede são credenciadas para receber as seleções, inclusive na preparação para a Copa do Mundo. Copa não é só um grande evento esportivo, mas é um evento cultural também, onde haverá misturas de culturas em um só lugar. Com certeza o Pantanal, Cuiabá e o Estado de Mato Grosso estão preparados para receber muitos turistas.

SECOPA: O Brasil está se preparando, as cidades estarão mais modernas. Quais são as novidades e melhorias que o Brasil apresentará em relação às últimas Copas?

Ronaldo: As exigências da FIFA em relação à estrutura e infraestrutura das cidades são basicamente iguais em todas as Copas. Uma das grandes preocupações da FIFA é com a mobilidade urbana. O torcedor tem que chegar à cidade e no aeroporto e ter o transporte público de qualidade. Essas são as principais obrigações de uma cidade e uma das exigências da FIFA.


SECOPA: Com a sua experiência em quatro Copas do Mundo, qual a importância do voluntariado para o evento?

Ronaldo: Os voluntários são importantes em todos os sentidos, não só na Copa do Mundo e Olimpíadas e sim em todos os sentidos. Normalmente, o brasileiro é muito participativo e não está sendo diferente em todas as cidades. A gente espera um maior envolvimento da população de Cuiabá e do Estado de Mato Grosso para que o voluntariado também tenha uma contribuição importante na Copa do Mundo nas cidades-sede.

SECOPA: Você é um ex-jogador consagrado, bicampeão mundial pela seleção brasileira. Qual é o sentimento de entrar em campo, vestir a camisa amarela e representar o seu país em uma Copa do Mundo?

Ronaldo: A Copa é sempre um evento espetacular! As experiências que tive como jogador, disputando quatro mundiais, foram maravilhosas, inclusive nas derrotas. É sempre uma emoção muito grande participar de uma Copa do Mundo. Ali você encontra os melhores jogadores, as melhores seleções em um nível altíssimo, onde só vence realmente o melhor naquele momento.
A seleção brasileira para mim sempre representou muito, sempre foi o maior orgulho vestir a camisa amarela. Eu sempre dei o exemplo que vestir a camisa da seleção brasileira é estar representando o país como se estivesse em um exército.

SECOPA: Hoje, com 15 gols marcados em Copas do Mundo, você é recordista mundial. Ser o maior artilheiro de mundiais é uma realização pessoal?

Ronaldo: Nunca almejei ser o maior artilheiro de todas as Copas. As coisas foram acontecendo e é um recorde bacana e muito interessante que me enche de orgulho. Porém, é um recorde que logo logo alguém vai bater, porque os recordes, afinal de contas, foram feitos para serem batidos. Depois de muito tempo eu consegui superar o alemão (Gerd Müller) que estava na frente. É um motivo de orgulho e não um objetivo a ser conquistado.

SECOPA: A Copa do Mundo do Japão e da Coréia do Sul, em 2002, foi o momento mais marcante em sua carreira?

Ronaldo: Para mim foi, pois conseguimos vitórias e uma conquista importantíssima, marcando muito gols. Marquei oito, sendo dois na final... então foi um momento marcante na minha carreira como atleta.

SECOPA: Com o apoio do torcedor, o Brasil poderá sair campeão jogando em casa? Além da seleção brasileira, você apontaria outra seleção favorita em 2014?

Ronaldo: Não tenho a menor dúvida que contar com o apoio da torcida vai ser muito importante. Estamos ainda todos desconfiados com a atuação brasileira, mas temos tempo para chegar à Copa do Mundo e voltarmos a ser campeões. A Espanha está jogando um futebol diferente e muito atrativo e com certeza chegará aqui como uma das favoritas.

SECOPA: Ronaldo você voltará a Cuiabá para assistir os jogos da Copa do Mundo?

Ronaldo: É uma honra estar em Cuiabá! Com certeza estarei aqui para assistir algum jogo da Copa do Mundo. Tenho a convicção de que 2014 será um ano importante para todo povo brasileiro e Cuiabá tem seu lugar no protagonismo dessa história.

Galeria de Fotos:

Newsletter
Preencha o formulário abaixo para receber nossos boletins: