IDIOMA

 
 
 
Serviços de A a Z
Quinta, 26 de novembro de 2015, 12h54 | Tamanho do texto: A- A+

SEGURANÇA PÚBLICA

Secretaria esclarece situação no bairro Pedregal, em Cuiabá

LIDIANA CUIABANO
Assessoria/Sesp-MT

Desde o início da nova gestão da política de Segurança Pública foram detectadas, com base em informações da Inteligência criminal, zonas quentes de criminalidade e bairros com maior incidência de violência para o direcionamento do policiamento. Entre os bairros foi apontado o Pedregal, que passou a ter atenção especial, de modo que, de primeiro de janeiro a 31 de outubro deste ano, foram registrados dois homicídios, o menor número dos últimos cinco anos.

Neste mês de novembro, duas ações no bairro vitimaram três pessoas, fatos estes que são investigados por uma força tarefa criada na Polícia Judiciária Civil e acompanhada pela Secretaria de Segurança Pública.

As investigações estão em estágio avançado, não sendo confirmado, até o momento, qualquer motivação dos crimes por uma possível guerra entre facções criminosas.

A Secretaria de Segurança Pública reforça ainda que na comparação com o ano de 2014, houve queda no índice de homicídios em Cuiabá contabilizando uma redução de 5,3% no total, no período de primeiro de janeiro ao dia 25 de novembro deste ano.

A Secretaria de Segurança Pública, sempre atenta ao reforço do policiamento em áreas de risco, determinou à Polícia Militar desde o dia 22 de novembro, data da primeira ação criminosa, presença maciça na área. Na tarde desta quinta-feira (26.11), acontecerá uma reunião com os secretários de Segurança e o Comando Geral da Polícia Militar para prestarem informações sobre o ocorrido na última noite no bairro e determinação de saturação plena do local.

A Secretaria de Segurança Pública enfatiza ainda que, desde o dia 14 de setembro deste ano, foram investidos mais de R$ 5 milhões em pagamento de jornada extra aos policiais militares, o que significa a presença de 280 militares a mais por dia nas ruas de todo Estado, especialmente em zonas quentes de criminalidade.

“Com o reforço ainda maior do policiamento, tanto da tropa ordinária quanto da especializada, temos plena confiança de que a Polícia Militar será capaz de restabelecer a ordem no local e, sobretudo, resgatar a confiança do cidadão. E a força tarefa investigativa prenderá os culpados. Essa é a nossa determinação e estamos confiantes na nossa estratégia”, afirmaram os secretários de Segurança Pública, Mauro Zaque, e o secretário Executivo da pasta, Fábio Galindo.

Newsletter
Preencha o formulário abaixo para receber nossos boletins: