IDIOMA

 
 
 
Serviços de A a Z
Domingo, 15 de novembro de 2015, 08h55 | Tamanho do texto: A- A+

VALE DO RIO CUIABÁ

Rodovia MT-251 será duplicada e ganhará ciclovia

Obras já tiveram início e previsão é que sejam concluídas em 2017

SIMONE ISHIZUKA
Assessoria / Sinfra-MT

O governador Pedro Taques anunciou na última semana  o início da duplicação da Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251), que liga a Capital à cidade turística de Chapada dos Guimarães (66 Km de Cuiabá). A rodovia integra o programa Pró-Estradas – Vale do Rio Cuiabá e faz parte do pacote de obras da Secretaria de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT).

Uma das obras mais esperadas e reinvindicadas por moradores da região, conta com uma extensão de 3,6 quilômetros e sai do entroncamento com a MT-010 ao trevo de acesso ao bairro Jardim Vitória. Além disso, a obra tem previsão de ser contemplada por ciclovia. Esta intervenção atende a uma antiga reinvindicação da população, que pediam mais segurança nesta extensão. O projeto já havia sido prometido por administrações anteriores, no entando, nunca saiu do papel.

Com as obras já iniciadas este ano, o seretário da pasta de Infraestrutura e Logística, Marcelo Duarte, afirmou que a previsão é que tudo seja finalizado em dezembro de 2017, ao custo de R$ 23.117.510,96.

Três fases

A duplicação é a segunda fase das obras da Estrada de Chapada. A primeira é a reconstrução de 10 quilômetros entre o trevo que dá acesso ao Lago do Manso até o Balneário Mutuca. A intervenção também foi iniciada este ano e está orçada em R$ 24 milhões. Neste trecho a rodovia ganhou asfalto de sete centímetros de espessura, e a pista ficou com nove metros de largura, incluindo a faixa de segurança. A obra está na fase final, praticamente concluída.

O Governo também irá restaurar o asfalto no trecho já duplicado em 2016. A terceira fase das obras, que inicia em 2016, será a reconstrução de 34 quilômetros entre o Balneário Mutuca até a cidade de Chapada dos Guimarães. O trecho também ganhará asfalto de qualidade, com sete centímetros de espessura. Todas as fases vão custar mais de R$ 46 milhões.

Newsletter
Preencha o formulário abaixo para receber nossos boletins: