IDIOMA

 
 
 
Serviços de A a Z
Quinta, 02 de outubro de 2014, 16h09 | Tamanho do texto: A- A+

POLÍCIA MILITAR

Expediente administrativo é suspenso nos dias 3 e 6 de outubro

DANA CAMPOS
Assessoria/PM-MT

Em razão da reforço do policiamento que será empregado durante o pleito eleitoral deste ano, o comandante geral da Polícia Militar, coronel Nerci Adriano Denardi, ordenou a suspensão do expediente administrativo da instituição, nesta sexta-feira (03-10) e na próxima segunda-feira (06-10).

 

A partir das 7 horas desta sexta-feira, cerca de 250 policiais embarcam para os municípios do interior do Estado. Em todo Mato Grosso o policiamento será reforçado com emprego de aproximadamente 1.850 policiais e 280 viaturas durante todo o pleito eleitoral, além do policiamento ordinário feito nas cidades que não sofrerá alteração.  

   

A grande maioria dos policiais que vai reforçar o policiamento no interior é atuante nos setores administrativos do Quartel do Comando Geral da PM (QCG), dos Comandos Especializado (Cesp), Regional de Cuiabá (CR I) e Regional de Várzea Grande (CR II).

  

Conforme o superintendente de Planejamento e Estatística da PM, tenente coronel Heverton Mourett de Oliveira, foram mais de 120 dias de trabalho para planejar a logística operacional para o pleito eleitoral. “Foi um trabalho realmente exaustivo, de uma envergadura muito grande, que demandou um planejamento minucioso para atender toda a logística que o comando determinou. É uma movimentação muito grande de policiais durante esse período de trabalho”, resumiu o tenente coronel Mourett.

  

De acordo com o superintendente, dentre os critérios para determinar a quantidade de policiais empregados nas regiões foram: cidades com maior concentração de eleitores, regiões com histórico de conflito agrário, como exemplo Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis e Sinop.

 

Mais sobre este assunto:

EDITORIAS

Newsletter
Preencha o formulário abaixo para receber nossos boletins: