IDIOMA

 
 
 
Serviços de A a Z
Sexta, 13 de novembro de 2015, 14h06 | Tamanho do texto: A- A+

JOGOS DA JUVENTUDE

Cuiabana conquista a primeira medalha para Mato Grosso

GUSTAVO NASCIMENTO
Redação/ Gcom-MT

Saulo Cruz/COB
http://www.secom.mt.gov.br//storage/1/webdisco/2015/11/13/374x280/87d6118bae682615eabd037dd0c8fe4e.jpg

Londrina (PR) - A cuiabana Priscila Souza, 15 anos, conquistou a primeira medalha de Mato Grosso nos Jogos Escolares da Juventude 2015, etapa de 15 a 17 anos, realizado em Londrina e Maringá, no Paraná. A cuiabana Priscila Souza, 15 anos, conquistou a primeira medalha de Mato Grosso nos Jogos Escolares da Juventude 2015, etapa de 15 a 17 anos, realizado em Londrina e Maringá, no Paraná.

A judoca ficou com o terceiro lugar na categoria acima de 70 kg e agora se concentra para a seletiva da seleção brasileira.

Após vencer duas atletas de grandes centros do esporte, Rio de Janeiro e Espírito Santo, Priscila acabou cometendo um deslize e perdeu na semifinal para uma atleta de São Paulo. Contudo, a jovem levantou a cabeça e foi para a disputa do terceiro lugar.


Com pouco mais de um minuto de luta, a mato-grossense derrubou e imobilizou a adversária do Ceará. E pode ouvir o alegre grito dos companheiros e companheiras que urravam apenas uma palavra: ‘pizza, pizza, pizza...’


“O professor prometeu uma pizza para cada medalha da gente, eu consegui a primeira”, afirmou um pouco encabulada antes de fazer uma nova cobrança ao seu sensei. “Você já está me devendo o açaí do outro campeonato”, afirmou rindo.


O professor de Priscila, José Prezotto, explicou que a luta contra a balança é uma constante entre os atletas que praticam as modalidades de luta, por isso ele acorda uma recompensa com os alunos.


Conforme o técnico da menina, ter perdido a semifinal pode significar uma importante vitória para a Priscila, em um futuro próximo, pois em duas semanas a garota vai para Salvador participar da seletiva da Seleção Brasileira de Judô.


“Quando se fala de luta tem que saber tirar o proveito em qualquer competição. Não existe derrota, ou você ganha, ou aprende. Com essa derrota vimos alguns pequenos problemas no jogo dela e vamos trabalhar para acabar com eles até a seletiva, mas antes temos a disputa por equipes, no domingo”.


Nascida e criada na capital mato-grossense, Priscila conta que ser atleta é um sonho que carrega desde muito pequena, quando nos Jogos Pan-americanos do Rio de Janeiro, em 2007, viu a judoca brasileira, e atual inspiração pra ela, Mayra Aguiar, ficar com a medalha de prata. Seis meses depois a menina já estava suando a camisa nos tatames.


“A profissão que eu quero é a de atleta olímpico. É claro que penso em uma faculdade, mas que seja possível conciliar ou até mesmo melhorar com o esporte. Por isso quero fazer fisioterapia ou educação física”, completou a judoca.


Este ano Priscila conseguiu grandes passos rumo a caminhada do ouro olímpico, como a conquista do Campeonato Brasileiro de Judô sub 23, mesmo tendo apenas 15 anos, e a Copa Minas, realizados na Bahia e Minas Gerais, respectivamente.

Prezotto afirmou que a judoca tem um potencial incrível e deve sim sonhar com um possível ouro olímpico no futuro. “Ela tem os pré-requisitos necessários, apoio da família, dedicação, pois é sempre uma das primeiras a chegar e ultimas a sair da academia e também a própria genética que lhe beneficia no esporte. Até lá vou acumulando dividas de pizzas, lanches e outras coisas”.


Jogos Escolares


Mais de 150 alunos-atletas de Mato Grosso participam dos jogos que reúnem com 3,7 mil atletas e vários estados. Entre os dias 12 a 16 de novembro serão disputadas as modalidades individuais (atletismo, natação, tênis de mesa, vôlei de praia, ciclismo, xadrez, judô, luta olímpica e ginástica rítmica) e de 17 a 22 de novembro, as modalidades coletivas (handebol, voleibol, futsal e basquetebol). A competição é organizada pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

Newsletter
Preencha o formulário abaixo para receber nossos boletins: