IDIOMA

 
 
 
Serviços de A a Z
Quarta, 12 de novembro de 2014, 17h10 | Tamanho do texto: A- A+

AVENIDA DA FEB

Retornos serão fechados para obras da via permanente do VLT

O bloqueio vai alterar o trânsito tanto para quem sai do bairro Construmat para acessar a avenida da FEB, como para quem vai acessar o bairro na altura da rotatória

ASSESSORIA SECOPA/VLT
secopa

Os motoristas que trafegam na avenida da FEB, próximo ao entroncamento com a rua Vereador Abelardo Azevedo (Bairro Construmat), devem redobrar a atenção. Isso porque a partir da próxima quinta-feira (13.11), o retorno existente nessa região (conhecida como antigo Mufatão ) será fechado. O Consórcio VLT Cuiabá-Várzea Grande bloqueará esse acesso para dar continuidade às atividades referentes à implantação da via permanente do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).



O bloqueio vai alterar o trânsito tanto para quem sai do bairro Construmat para acessar a avenida da FEB, como para quem vai acessar o bairro na altura da rotatória. A via será sinalizada com placas, sinalização horizontal, semáforos e outros elementos de apoio como new jerseys (blocos de concreto), cones e balizadores. O Consórcio VLT pede que os motoristas respeitem a velocidade permitida na via e trafeguem em segurança, respeitando os outros condutores, pedestres e os trabalhadores das obras.



Para quem segue no sentido Cuiabá-Várzea Grande e deseja acessar os bairros Cristo Rei e Construmat (do outro lado da avenida), o motorista terá que seguir sentido Zero Km, passando o viaduto Dom Orlando Chaves, entrará à direita na avenida Gonçalo Botelho de Campos (ao lado da agência do Banco do Brasil), e depois na segunda rua à direita, na rua do Lambari, por onde vai seguir até acessar a avenida Dom Orlando Chaves; passará sobre o viaduto do mesmo nome, e poderá seguir em direção aos bairros de destino.



Já o motorista que trafega no sentido oposto, de Várzea Grande para Cuiabá, ou sai da rua Vereador Abelardo Azevedo, e quer acessar os estabelecimentos localizados no sentido oposto da avenida da FEB, ou mesmo chegar à ponte Maria Elisa Bocaiúva (Ponte Nova), deverá entrar à direita na avenida Júlio Muller (Alameda), depois à direita novamente na rua Lúcio Frutuoso, e em seguida à direta mais uma vez na Travessa Independência, por onde seguirá até a avenida da FEB, onde poderá cruzar a via sentido Zero Km. Esse cruzamento é controlado por semáforo.



A obra – O fechamento desse retorno é necessário para que sejam executadas obras da via permanente, como escavações, terraplenagem e preparação do local para receber os trilhos. A previsão é que os trabalhos sejam realizados em um período de 40 dias.


No que se refere à implantação da via permanente, os trabalhos seguem a todo vapor em Várzea Grande, onde os trilhos já foram implantados num trecho de cerca de 3.200 metros de via singela (as duas linhas de trilhos): da saída do Centro de Manutenções passando pela Estação Aeroporto e avenida João Ponce de Arruda. Já passou pela Trincheira do Km Zero e se estende à avenida da FEB, até o entroncamento com a rua Irmã Elvira, seguindo em direção à ponte Júlio Müller.

 

COPA FIFA 2014

Newsletter
Preencha o formulário abaixo para receber nossos boletins: