IDIOMA

 
 
 
Serviços de A a Z
Sexta, 14 de novembro de 2014, 14h53 | Tamanho do texto: A- A+

TRINCHEIRONA

Governador inaugura maior obra de travessia urbana

Além de ser a maior obra de mobilidade, foi também a pioneira nas interdições ocorridas em vários pontos da capital

CIRLENE LOPES/SECOPA
secopa

Na próxima terça-feira (18.11) o governador de Mato Grosso, Silval Barbosa, e o secretário da Secopa, Maurício Guimarães, vão inaugurar a maior obra do pacote de mobilidade urbana executado pela Secopa. Com 960 metros de extensão, aproximadamente um quilômetro, a trincheirona - como é conhecida- é símbolo da modernidade promovida no trânsito de Cuiabá, considerada um grande desafio vencido.

 

São sete obras dentro do pacote da travessia urbana de Cuiabá, realizadas pelo Governo do Estado através de um convênio com o DNIT, por estar em avenidas que são continuidade de rodovias federais (BRs 163/070/364). Recursos que vieram para Mato Grosso decorrente do empenho do Governo do Estado em 2010 e 2011.

 

CONQUISTA DOS RECURSOS

Inicialmente seriam quase R$ 370 milhões para 23 obras de mobilidade urbana, incluindo aí intervenções na Fernando Corrêa e na av. da FEB. O DNIT chegou a dar início ao processo licitatório, em fevereiro de 2011, e acabou suspenso em novembro do mesmo ano por conta de mudanças de gestão no órgão.

 

Mais uma vez o governador Silval Barbosa teve que buscar apoio junto ao Governo Federal e conseguiu que pelo menos parte desse investimento se mantivesse para Mato Grosso. Em dezembro de 2011 foi autorizada a licitação de sete obras na travessia urbana de Cuiabá, no montante de R$ 165 milhões de convênio com o DNIT.

  

Depois de vencido o desafio de conseguir recursos, a obra começou efetivamente em 17 de maio de 2012.

 

PRIMEIRA INTERDIÇÃO

Outro gigante a enfrentar, a primeira interdição da maior avenida da capital, a perimetral. A ordem de serviço dada em abril só pôde ter o trabalho de escavação iniciado após a interdição, em maio. Trabalho árduo executado com apoio do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar e da SMTU.

 
IMPREVISIBILIDADES

Com previsão de conclusão para 18 meses a Trincheira Jurumirim/Trabalhadores para estar pronta teve que driblar questões como a remoção das interferências. Adutoras de água, cabos de fibra ótica e retirada de postes. Com a profundidade de oito metros, ápice alcançado de escavação, a obra ainda era a primeira trincheira a ser executada em Cuiabá. Os métodos construtivos também representavam o novo para parte da equipe de engenheiros fiscais da Secopa.

 

TRAVESSIA URBANA

O pacote de travessia urbana é composto das obras: Trincheira Jurumirim/Trabalhadores; viaduto do Despraiado (inaugurado há um ano); trincheira Verdão (liberada para tráfego); viaduto da Dom Orlando Chaves (também em uso desde junho de 2014); trincheira Santa Rosa; complexo viário do tijucal – viaduto liberado para tráfego e a trincheira em construção. 

COPA FIFA 2014

Newsletter
Preencha o formulário abaixo para receber nossos boletins: